segunda-feira, 23 de agosto de 2010

heartless

Aconteceu tudo de repente. De um dia para o outro. Perdi-te sem saber porquê. Escorregaste-me por entre os dedos e ainda hoje não consigo encontrar explicação tal acontecimento. Uma perda irrecuperável, sonhos despedaçados e uma vida desfeita. Quando dou por isso, é tarde demais para voltar atrás. Agora tu vais embora e segues a tua vida, como se nada fosse. E eu? Fico à espera que voltes? Fico no meu canto a criar expectativas? Confronto-te e imploro que voltes? Não. Óbvio que não. É só uma questão de tempo até te arrancar da minha cabeça e poder voltar a ser feliz. O pior é esta coisa a que gostam de chamar «saudade» e esta merda que carrego dentro do peito, chamada «coração» que, provavelmente, é o que te falta e sempre faltou.

8 comentários: